Técnico do Sport alimenta concorrência e diz que pode mudar time para jogo contra Santa Cruz


sportCom o elenco fechado para a temporada, o técnico Oswaldo de Oliveira adota como estratégia o discurso de estimular todos os jogadores do elenco em busca de uma vaga no time titular. Asssim o fez novamente após o empate com o Internacional, neste domingo. A intenção é aumentar o nível de competitividade para o duelo contra o Santa Cruz, pela Copa Sul-Americana. O comandante, asism, deixou em aberto possíveis mudanças na equipe após admitir que Diego Souza, Rodney Wallace e Rogério, ausentes no último jogo por lesão, fizeram falta.

“O Diego, o Rodney e o Rogério, incontestavelmente, são titulares absolutos no Sport, mas os outros têm que estar preparados para suprir as ausências deles. Eu insisto com esses jogadores que eles têm que estar preparados para isso. Eu tento convencer a todos que eles têm que estar preparados para dar conta do recado”, lembrou.

Para a partida contra o Santa Cruz, pela Copa Sul-Americana, o Leão não deve contar com o retorno dessas três peças. O jogador que Oswaldo mais mostrou empolgação com possibilidade de retorno foi o meia Diego Souza. Até esta quarta-feira, Oswaldo analisará o que pode fazer com o elenco que tem disponível.

“Vou pensar. Ainda estou com esse Internacional nos meus ombros. São situações que vou pensar sim. Eu acredito muito no retorno do Diego para a quarta-feira. Tenho 22 pulgas na orelha. Falo isso para eles diariamente. Quem estiver melhor, vai jogar. Estamos jogando duas competições diferentes e irei dedicar um tempo a essa preparação. Observamos atentamente o Santa Cruz contra o Cruzeiro e vamos em busca da classificação na quarta-feira”, prometeu.

Dois setores que podem sofrer mudanças são o ataque e o meio de campo. No ataque, Oswaldo pode mexer na posição de centroavante. Após o decisivo gol de Vinícius Araújo e Ruiz sendo mais participativo do que Edmílson, o camisa 17 tem chances de deixar o time.

“Edmílson, Ruiz ou Vinícius. Jogará quem estiver melhor. Não interessa a cor dos olhos ou como penteia o cabelo. Tenho feito as alternativas com o Ruiz porque ele tem que se adaptar ao Sport e ao futebol brasileiro. Ele chegou com um desequilíbrio muscular e focamos na preparação. Acredito que até para o fim do ano ele vai crescer e nos ajudar bastante”, explicou.

No meio de campo, o técnico reconheceu que Everton Felipe não vem passando pela sua melhor fase, principalmente porque Diego Souza não está em campo. Por isso, não seria surpreendente se Apodi, que substituiu o meia nesta domingo, assuma a titularidade na próxima quarta-feira.

“O Gabriel tem uma característica diferente do que o Diego. Tem mais mobilidade no campo. Tem outro detalhe que o Everton está mais acostumado a jogar do lado direito. Nossas principais jogadas saem por ali. Everton não está conseguindo render o que ele rendia. A substituição do Apodi aconteceu por conta disso. Coloquei um cara mais rápido e que fosse mais contundente. Apodi é um jogador que sabe jogar bem pelo lado direito em velocidade. Foi por isso que eu o coloquei. É um jogador que tem qualidade ofensiva e que faz gols. Por isso que fiz a substituição.”

Por DP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *