Mulheres negras protagonizam exposição no metrô do Recife


negrasSerão reunidas, a partir desta sexta (03), 36 fotografias protagonizadas por mulheres negras na exposição M.A.R.I.A – Mulheres nas Artes Representando as Identidades Afrobrasileiras, em cartaz até o dia 10 deste mês na Estação Central do Metrô do Recife, no Centro. O intuito é valorizar o protagonismo de mulheres negras pernambucanas nas diferentes vertentes da cultura popular, da música à gastronomia.

“Estamos muito acostumados a ver as mulheres negras por um viés negativo, como vítimas de violência, de preconceito, com menor escolaridade. Nós queríamos retratar a mulher negra em seu ambiente de conforto, em seu dia a dia, produzindo arte. As fotos mostram mulheres negras cantando, dançando, sobre o palco…”, explica a rapper pernambucana Mariana Oliveira, do grupo Dona’s Rap, diretora artística da exposição.  A ambientação da mostra na estação de metrô tem por objetivo, segundo Mariana, provocar a reflexão e a identificação de outras mulheres que diariamente transitam pelo local. “Queremos dizer a elas que estamos nos organizando, nos articulando. Que se a luta das mulheres é grande, a das mulheres negras deve ser ainda maior. Mas estamos formando núcleos, organizações. Sabemos que a violência contra a mulher negra aumentou, mas queremos mostrar o lado bom da nossa luta, a união”, explica.

Mariana também assina poesias para M.A.R.I.A: um poema será exposto a cada três fotografias, inspirado na luta das mulheres negras contra situações de preconceito e no dia a dia artístico delas à parte das mazelas sociais.

A mostra faz parte de projeto desenvolvido por jovens negras da ONG FASE – Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional, com apoio da Oxfam Brasil e da Embaixada Britânica, intitulado Mulheres Jovens Negras Fortalecidas na Luta contra o Racismo e o Sexismo. A desconstrução de preconceitos e a quebra de estereótipos são algumas bandeiras defendidas pela exposição.

Na noite de abertura, nesta sexta (03), a poetisa Joy Thamires faz recital no local, após apresentação do grupo de dança afro Pé No Chão, a partir das 18h. A entrada é gratuita.

Por DP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *