Franja falsa: aplique é boa pedida para quem não quer encarar a tesoura


bella-hadid-cannes-getty-2Quer cortar a franja mas ainda não teve coragem? Faça como Joan Smalls no CFDA e Bella Hadid em Cannes (e desde então semana sim, outra também): enquanto não optam definitivamente pela tesoura, as tops vêm fazendo de franjas falsas ótimas aliadas para variar o visual temporariamente, de quebra usando os apliques como um test-drive capilar para descobrir o melhor formato e comprimento para um futuro corte. Nome por trás da faux fringe lateral desfilada pela irmã de Gigi Hadid no Festival de Cannes desse ano, Jen Atkin diz que o segredo para o aplique ficar natural é combinar perfeitamente a sua cor com a do cabelo original – o trabalho do colorista é tão importante que Andrew Fitzsimons, hairstylist que assinou o look curtinho de Smalls na premiação de moda, indica checar a uniformidade de tom em três tipos de luz.

“Nada denuncia uma adição capilar, seja ela um aplique de franja ou um megahair, como a diferença de cor. Você precisa se certificar de que o cabelo falso combina com o natural em todo tipo de luz – natural, artificial e, a mais importante, luz do flash da câmera fotográfica!”, aconselha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *